Archive for the Montanha Category

Tenri, Nara – Caminhos (Re)Caminhados (HDR)

Posted in HDR, Japão, Montanha, Natureza, Shots, Tenri, Tokina 124 with tags , , , , , , , on 03/01/2014 by tomazsp

Caminhos (Re)Caminhados

Um dia tive vontade de fazer o Yama no Be no Michi (山の辺の道) para fotografar o carro abandonado que postei anteriormente, nisso fui entrando mais na montanha mas seguindo os caminhos que eram trafegáveis e andando com o GPS sempre ligado para não ter surpresas de me perder. A paisagem era maravilhosa, a mata bem preservada com alguns poucos pontos da sujeira do homem. Consegui chegar numa pequena represa e nela havia uma pequena trilha que resolvi seguir, mas ela era curta e esta retratada nesta fotografia. No final dela, um pouco mais ao norte, havia um pequeno cemitério com uma porção de lápides, mas não consegui descer até lá pois o caminho era um pouco ingrime e para alcançar deveria tomar outro caminho. Este passeio foi muito agradável, pude conhecer um pouco mais da natureza do Japão, que é espetacular. Espero que um dia poder conhecer muito mais daqui do Brasil.

  • Câmera: Canon 50D
  • Lentes: Tokina AT-X 12-24 f/4 PRO DX II
  • Configuração: Modo Manual
  • Distância Focal: 24mm
  • ISO: 100
  • Exposição: HDR 7 exposições (+3 a -3)
  • Abertura: F/9
  • Equipamento: Tripé
  • Auxílio: Magic Lantern
  • Pós-Produção: Photoshop CS4, HDR Efex Pro, Color Efex Pro

Anúncios

Tenri, Nara – EcoCar (HDR)

Posted in HDR, Japão, Montanha, Natureza, Shots, Tenri, Tokina 124 with tags , , , , , , , , , on 05/01/2013 by tomazsp

EcoCar

Depois de fazer a terceira caminhada pelo Yama no Be no Michi (山の辺の道), eu resolvi ir sozinho fazer parte do caminho para fotografar em paz, no meu tempo e seguir desconhecidos. Já havia visto este carro abandonado à quatro meses atrás mas não cheguei a fotografá-lo e desta vez tive a oportunidade. Esta é uma pickup que geralmente é usado nas áreas agrícolas por serem pequenos e estreitos, bem como as estradinhas dessas regiões. Mas não sei a quanto tempo ele está abandonado ai e como as estações do Japão são bem rigorosas o processo de enferrujamento deve ser mais acelerado. Infelizmente abandonar carros faz parte da cultura dos japoneses, pois já vi alguns nesta região e geralmente são essas pickups próximos de alguma plantação.

Tirando esse lado ruim de abandonar carros em lugares inapropriados, é criado um cenário bem diferente com este pedaço de metal se chocando com a floresta. Também temos algo semelhante no Brasil, em vez de pequenos carros, são trens e diversos vagões.

  • Câmera: Canon 50D
  • Lentes: Tokina AT-X 12-24 f/4 PRO DX II
  • Configuração: Modo Manual
  • Distância Focal: 12mm
  • ISO: 100
  • Exposição: HDR 7 exposições (+3 a -3)
  • Abertura: F/9
  • Equipamento: Tripé
  • Auxílio: Magic Lantern
  • Pós-Produção: Photoshop CS4, HDR Efex Pro, Color Efex Pro

Tenri, Nara – Muito Antes dos Nossos Avós (HDR)

Posted in HDR, Japão, Montanha, Natureza, Shots, Tenri, Tokina 124 with tags , , , , , , , , , , on 21/09/2012 by tomazsp

Depois de quase seis meses no Japão, enfim fiz uma caminhada pelo que dizem ser o caminho mais antigo do Japão, o Yama no Be no Michi (山の辺の道). Na estação de trem da minha cidade há a distribuição gratuita do mapa do percurso, demorei um bom tempo até conseguir me localizar nele e neste mês fiz o caminho acompanhado por alguns brasileiros, francês e russas. Foi uma caminhada muito interessante, onde boa parte era no meio da floresta densa e a metade do caminho era só subida, mas nada que cansasse muito. Esta fotografia mostra um pouco da subida que fizemos que dava acesso ao pico de uma montanha chamada de Okunimiyama (大国見山) de 500 metros de altitude com direito a vista da cidade de Tenri inteira. É interessante ver e estar dentro da floresta e notar as diferenças dessas com a que temos no Brasil. E eu achava que estando dentro da floresta seria só mata densa e o verde estaria impregnado em todas as partes, mas estava enganado. Logo mais minhas aulas irão recomeçar, mas espero ter um tempo de sobra para fazer mais caminhadas como esta.

  • Câmera: Canon 50D
  • Lentes: Tokina AT-X 12-24 f/4 PRO DX II
  • Configuração: Modo Manual
  • Distância Focal: 12mm
  • ISO: 100
  • Exposição: HDR 7 exposições (+3 a -3)
  • Abertura: F/9
  • Equipamento: Tripé
  • Auxílio: Magic Lantern
  • Pós-Produção: Photoshop CS4, HDR Efex Pro, Color Efex Pro

Doze Meses, Doze Fotografias!

Posted in 1 Ano de Clicking The Moment, Agradecimento, Animal, Arquitetura, Assis, Avenida Paulista, Aventura, Bike Tour, Cataratas, Catedral, Centro Cultural Banco do Brasil, Centro Histórico, Chile, Cultura Clássica, Divindade, Escultura, Foz do Iguaçu, HDR, História, Igreja, Itatiaia, Lembranças, Londrina, Lua, Memorial Da América Latina, Mercado Municipal, Momentos, Montanha, Moto, Natureza, Panning, Parque, Passeio Fotográfico, Pico das Agulhas Negras, Preto & Branco, Raios, Sakura, Santiago, São Paulo, Shots, UEL, UNESP, Urbano with tags , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , on 29/05/2011 by tomazsp

Doze Meses de Clicking The Moment, um ano que passou bem rápido e que já está bem marcado na minha vida. E resolvi neste último domingo do mês fazer um post com as Doze Fotografias que eu mais gostei durante todo esse tempo. Foi meio difícil fazer a escolher de alguns meses, já que tinhas mais de uma fotografia que eu gostei muito, mas nisso o meu critério de desempate foi a escolha das fotografias que aconteceram paralelamente com momentos.

 Sem mais delongas apresento as Doze Fotografias dos Doze Meses de Clicking The Moment!

Maio de 2010

Stairs (HDR)

Fazia quase um mês que estava com a Nikon P100, houve uma corrida e fui só acompanhar o meu Pai naquele dia e nisso fiquei andando pelo Jockey Club fotografando. Naquela máquina há uma opção que a própria câmera faz os HDR e outra que faz 3 múltiplas exposições, como não tinha gostado muito da primeira a segunda opção sempre foi a minha companheira para me aventurar no mundo das HDR, mesmo não tendo um Tripé eu me esforçava para não tremer e desalinhar as fotografias. Gosto muito desta fotografia e se houver uma nova oportunidade de eu voltar ao Jockey, vou querer fotografar novamente esta escada.

Junho de 2010

Grande Flor Tropical (HDR)

A escolha desta foi por causa do post desta fotografia ser o mais visitado até hoje. Fui sozinho ao Memorial da América Latina para fotografar um pouco, fora um dia muito calmo, não havia nenhum tumulto, literalmente um dia ideal para eu fotografar. A sua forma é muito interessante e acho que a pessoa que vê esta obra de arte tem que ter uma certa sensibilidade para conseguir captar a essência que Franz Weissmann quis retratar.

Julho de 2010

Motoboy

Estava nos últimos dias do curso de Fotografia, tínhamos feito uma saída fotográfica pela Avenida Paulista. Havia aprendido a fotografar em estilo Panning naquele momento, gostei muito deste tipo de fotografia. Há outra que fiz que gostei muito, mas preferi postar essa por um motivo especial, vendi esta imagem para um site de Motoboy lá do Sul. Minha primeira venda e fiquei muito feliz por isso ter acontecido.

Agosto de 2010

Sakura I

Eu não poderia esquecer de postar essa fotografia, Agosto é mês de Sakura pelo menos no parque bem próximo a minha casa. Não é porque eu faço Língua Japonesa que eu gosto desta flor, mas ela tem um encanto diferente. Esse foi o terceiro ano que eu fui fotografar as Sakura, espero não perder o festival que há no começo deste mês, mesmo que tenha que perder uma semana de aula. Acredito que este ano as flores vão estar mais belas que os anos anteriores e que role fazer algumas exposições para fazer algumas HDR.

Setembro de 2010

Cataratas

Eis o momento que tudo mudou, viagem que adquiri a minha Canon .50D. Havia acompanhado meus pais nesta viagem, meu pai quis fazer a Maratona de Foz e juntar o útil com o agradável foi um pulo. Primeira vez que vi as Cataratas do Iguaçu ao vivo e a cores, coisa mais linda. E digo que nem a melhor fotografia do mundo se compara em ter frente a frente essa magnífica queda d’água.

Outubro de 2010

Poe

Uma das fotografias que eu mais gosto, bem emblemática. Foi a primeira fotografia que fiz em Assis, tinha levado minha .50D já que era a Semana de Liberdade Criativa e expus algumas fotografias minhas no Evento. Este ano espero expor mais algumas e quem sabe não exponho essas doze fotografias.

Novembro de 2010

Abra o seu Mundo

Viagem que eu acompanhei o meu irmão para ele fazer o vestibular da UEL. Enquanto esperava por ele, fiquei dando uma volta e fotografando algumas partes da faculdade. Esta é a maçaneta da porta da réplica da Capela Ecumênica, olhei para ela e tive a ideia de retrata-lá. Gosto muito dela por ser bem enigmática e misteriosa.

Dezembro de 2010

Fúria de Zeus

Meio fotografia, meio montagem. Neste dia tive a belíssima ideia de dormir bem cedo, horário que não costumo dormir e acordei ainda no mesmo dia. Assisti um seriado e como estava tendo uma chuva de raios fiquei a fotografá-los. Juntei as exposições e deu no que deu, parecendo que Zeus estava bem irádo.

Janeiro de 2011

Centro Cultural Banco do Brasil (HDR)

Até então não conhecia este lugar, o CCBB. Lugar muito belo e com uma elegância que poucos edifícios do Centro Histórico têm.  Neste dia ainda estavam fazendo os preparativos para a exposições sobre o Islã, mas retornei outro dia e contemplei aquela magnífica exposições. Quando adquirir uma Lente Grande-Angular farei uma fotografia mais ampla desta fachada.

Fevereiro de 2011

Pico das Agulhas Negras (HDR)

Dentre as belezas naturais que eu já visitei, o Pico das Agulhas Negras está em primeiro lugar com toda a certeza. Consegui arrastar meus pais para este passeio e valeu muito a pena ter ido ai. Fora um momento de muita paz, o silêncio imperava e a vista enchia os olhos. Tenho vontade de voltar nesta férias, só resta jogar a preguiça fora e pesquisar um guia.

Março de 2011

Super Lua Cheia

Infelizmente ela não parece como a Super Lua Cheia que vi pelos noticiários por ai. Mas ela me fez dar um passeio divertido e descobrir uma pedreira ativa nas proximidade de Assis. Acordei muito cedo para ir na companhia do Jonathan e fomos de bicicleta até lá no meio do escuro. Sorte que o meu senso de direção é ótimo e até hoje não falhou, porque se tivéssemos nos perdido naquele canavial iria ser bem engraçado.

Abril de 2011

Magnífico Mural (HDR)

Esta sim reconheço como a primeira viagem internacional que fiz, Santiago é uma belíssima cidade e a importância de preservar a história neste pais é surpreendente.  Esse mural me deixou de queixo caído, já tinha fotografado algumas aqui no Brasil, poucos diga-se de passagem, mas nada como este. Espero achar outras igrejas como esta para serem fotografadas.

Maio de 2011

Trabalho Diário

Mês de aniversário e eu tinha que postar uma das melhores fotografia que eu fiz, na minha opinião é claro. Gostei muito deste momento que consegui guardar, foi no Mercado Municipal de Santiago. Vejo que algumas fotografias impactantes surgem em momento que você não espera por tê-los.

Enfim terminei a seleção das melhores fotografias para mim. Gostaria de pedir a todos que quiserem para nomear dentre todos os  239 post com fotografias as 12 que mais gostaram. Espero que tenham gostado desta pequena seleção.

E eu tenho participado do “The 2011 Photoblog Awards”. Segue o link para poder votar e é só clicar na imagem que você será redirecionado para o site do concurso. Seria legal se cada um que ver este post dar um click e votar no Clicking The Moment!

Obrigado a todos pelas visitas, comentários e críticas. Tudo isso são de grande valia para mim e levo-as como um grande aprendizado!

E Até segunda feira com mais um post e continuem visitando!!

Argentina & Chile – Cordilheira dos Andes

Posted in Aeronave, Argentina, Chile, Montanha, Shots with tags , , , on 11/04/2011 by tomazsp

A cadeia montanhosa mais famosa da América do Sul e de maior extensão do mundo, grandioso trabalho da terra por anos. Ela atravessa todo o continente sul-americano, mas do lado oeste pelos países andinos. Acredito que esta parte seja uma área fronteiriça entre Argentina e Chile, não me recordo bem. Tivemos a oportunidade de irmos a uma parte da Cordilheira, mas erramos o local e paramos numa cidade com o mesmo nome, erros assim em viagens acontecem, na próxima vez já estaremos preparado para não errar o local. Como da para perceber havia pouca neve nos picos, a estação do ano não era inverno e somando ao aquecimento global isso já seria previsto. Mas não me importaria de ir a este lugar com ou sem neve, o momento e a paisagem seria espetacularmente linda. Se ano que vem voltarmos a este país que me deixou com algumas inquietações boas, essa será um dos primeiros para riscar da lista.

  • Câmera: Canon 50D
  • Lentes: Canon 28-135 f/3.5
  • Configuração: Modo Manual
  • Distância Focal: 28mm
  • ISO: 100
  • Exposição: 1/100
  • Abertura: f/14
  • Pós-Produção: Photoshop CS4, Color Efex Pro